A minha Moleskine é um blog!

Novembro 03 2011

A quinta de Santa Bárbara em Constância reúne um solar e um restaurante... este último tive o prazer de conhecer em mais um daqueles jantares de amigos de trabalho... num daqueles dias da semana que significam "restaurante só para nós".

 

Jantámos no refeitório quinhentista e as entradas foram servidas no bar!

É de facto um lugar memorável com comida "de se lhe tirar o chapéu"!

 

 

 

 

 

Quinta de Santa Bárbara 2250-092 Constância PORTUGAL

 

Telefone: (351) 249 739 214

Fax: (351) 249 739 373

Correio Electrónico: quinta.santabarbara@gmail.com

 

Coordenadas GPS:
  39° 29' 23" N
  8° 19' 30" W

publicado por vcl às 22:42

Novembro 03 2011

Gosto de comida japonesa. Gosto e pronto!

 

E este é um lugar especial... foi aqui que descobrimos os sabores do sushi...

 

Sempre na melhor companhia :)

 

Adoros os Temakis de salmão e queijo philadelphia (bem gordinhos)!

 

 

 

 

 

Edificio Alcantara Terra (Zona Pedonal)
Rua Fradesso da Silveira,
Bloco C, Loja 3
1300-260 Lisboa

tel. 913.840.839
email:info@rocknsushi.com

http://www.rocknsushi.com/

publicado por vcl às 22:30

Novembro 03 2011

Conheci este restaurante num daqueles dias da semana em que só abre para grupos mediante reserva. Foi uma boa surpresa... De repente parece que estamos a invadir uma casa e uma família...

 

Ao que parece terá nascido da recuperação de um palheiro e dos dotes culinários de uma esposa... A mão de obra é familiar... o ambiente também e a comida é excelente. Adorei! Tudo caseiro, desde as entradas, passando pelos pratos principais e terminando nas sobremesas... a sericaia não me saí da cabeça! {#emotions_dlg.heart}

 

 

PÁTIO DO BURGO
Rua da Misericórdia, 18
2150-021 Azinhaga (perto da Golegâ) 

tel:
249.957216
tlm: 966 345 335

publicado por vcl às 22:10

Novembro 03 2011
 

 

 

Há lugares assim... que não nos saem da cabeça... lugares que tornam o nosso mundo mais bonito e a nossa vida mais leve...

 

Talvez porque se assemelha com a minha escola primária onde fui muito feliz... e é lá bem perto. Com uma vista extraordinária para o Mar (Foz do Arelho e para a Vila de Óbidos). É uma livraria numa antiga escola primária, construída no âmbito do plano centenário levado a cabo pelo Estado Novo entre as décadas de 1940 e 1960. Chama-se Histórias com Bicho...

 

 

Vale mesmo a pena visitar. É um lugar inesquecível... que nos transporta para os dias de brincadeira da nossa infância...

 

O Bichinho de Conto (nome da editora)

Estrada dos Casais Brancos, 60
(Antiga Escola Primária)
2510-212 Óbidos, Portugal

GPS N 39 21.029 / W 9 08.187

Tel [+351] 262 958 610
Fax [+351] 262 958 611

info@obichinhodeconto.pt

Horário Terça a Sexta 15h às 19h
Sábados 10h às 13h e das 15h às 19h
Domingos, Segundas e Feriados Encerrado

 

 

 

publicado por vcl às 21:45

Novembro 03 2011

 

 

 

Esta é uma história já muito conhecida de Luís Sepúlveda, um escritor Chileno com uma história de vida muito peculiar... Ingressou nas fileiras da Juventude Comunista e foi militante do Partido Socialista. No ano em que  General Augusto Pinochet chegou ao poder, ainda estudante, foi preso e condenado a 28 anos de prisão por traição à pátria e conspiração subversiva. Graças à amnistia internacional cumpriu apenas 8 anos exilado na Suécia. Foi autor de inúmeras obras traduzidas para várias línguas. Aquilo que mais o caracteriza é sem dúvida usar o seu país como tema da narrativa.

 

 

Terá prometido um dia aos seus três filhos, Sebastián, Max e León, escrever uma história sobre o mal que o homem faz ao meio ambiente. Prometeu e cumpriu, escrevendo a História De Uma Gaivota E Do Gato Que A Ensinou A Voar. Este livro foi escrito na fase de militância de Luís Sepúlveda, na Greenpeace.

 

Ao mesmo tempo que se desenrola a história, este livro chama a atenção da poluição irresponsável dos oceanos, por parte das companhias de navegação e das companhias petrolíferas e da luta da Greenpeace, contra estas actuações impunes:

 

“…Grandes barcos petroleiros aproveitavam os dias de neblina costeira para se afastar pelo mar dentro para lavar os tanques. Atiravam ao mar milhares de litros de uma substância espessa e pestilenta que era arrastada pelas ondas. Mas vira também que às vezes umas pequenas embarcações se aproximavam dos petroleiros e os impediam de esvaziar os tanques. Infelizmente aquelas embarcações decoradas com as cores do arco-íris nem sempre chegavam a tempo de impedir o envenenamento dos mares”.

 

É a história de Zorbas, um gato grande, preto e gordo. Um dia, uma formosa gaivota apanhada por uma maré negra de petróleo deixa ao cuidado dele, momentos antes de morrer, o ovo que acabara de pôr.

 

Zorbas, que é um gato de palavra, cumprirá as promessas que nesse momento dramático lhe é obrigado a fazer: não só criará a pequena gaivota, como também a ensinará a voar. Tudo isto com a ajuda dos seus amigos Secretário, Sabetudo, Barlavento e Colonello, dado que, como se verá, a tarefa não é fácil, sobretudo para um bando de gatos mais habituados a fazer frente à vida dura de um porto como o de Hamburgo do que a fazer de pais de uma cria de gaivota...

 

Uma fábula em jeito de parábola com uma mensagem extraordinária sobre o homem e sobre os animais... a nobreza de uns e falta de valores dos outros...

 

"Infelizmente os humanos são imprevisiveis. As suas melhores intenções causam muitas vezes os piores danos"  

 

 

 

publicado por vcl às 13:30

Estas são as minhas anotações sobre a vida! Quero registá-las para não as esquecer! Quero que um dia as possas ler!
mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


subscrever feeds