A minha Moleskine é um blog!

Outubro 30 2011
 
Londres é uma cidade contemporânea que nos enche as medidas. Há de tudo em Londres. História e modernidade juntam-se numa harmonia que nos deixa saudades e vontade de regressar. Em Londres há tanta coisa para ver... tanto para descobrir e aprender.

 

"Quando um homem se cansa de Londres está cansado da vida"

 

Viajámos os três em Agosto de 2010. Chegámos ao Aeroporto de Heathrow e apanhámos o comboio Heathrow Express para Paddington. Sem qualquer problema... de malas e criança a colo... uma aventura! Chegados a Paddington procurámos um autocarro que nos levasse até à zona de Chelsea, onde ficava o nosso hotel... o Pestana Chelsea Bridge que fica junto à ponte de Chelsea. Uma óptima escolha. Um hotel magnifico que deixa Portugal muito bem representado.

 

 

 

 
 
 
 
 
 Durante os vários dias que ficámos em Londres visitámos vários locais e vivemos momentos que ficarão registados para sempre na nossa memória e no nosso coração.

 

Locais visitados:

 

Buckingham Palace


 É a mais famosa residência Londrina e uma das mais conhecidas referências da cidade. Foi construído em 1705. É a residência actual da Rainha. Os salões estão abertos ao público no verão quando a Rainha vai de férias. As principais atracções do palácio são a guarda real (claro), os  Royal Mews – estábulos reais que albergam cerca de 34 cavalos incluindo os Windsor Greys que são atrelados ao coche real, o  jardim do palácio, a sala do trono, o salão de baile, onde se realizam banquetes em honra da realeza e a galeria da rainha, onde estão expostas várias obras de autores como Leonardo da Vinci.  No palácio trabalham cerca de 300 pessoas e os assuntos oficiais da monarquia são aqui tratados.

 

 

 

Ali é digno de se ver o render da guarda. Os guardas do palácio com farda vermelha e os conhecidos gorros de pele de urso são rendidos todas as manhãs às 11h00 (10h00 aos Domingos e em dias alternados no inverno). A guarda marcha para o palácio vinda do quartel de Wellington.

 

 

 

London eye


Situa-se em frente às Houses of Parliament e foi construída para celebrar a passagem do milénio. Têm uma vista panorâmica extraordinária e memorável sobre a cidade. Com 32 cabines que permitem observar em todas as direcções são um local a não perder. O percurso demora 30m. A minha moleskine registou o momento que estivemos na London eye - 05 de Agosto de 2010 - 13h30.

 

 

 

 

Museu Nacional de História


É magnifico e grátis... Tem cerca de 70 milhões de espécies...A exposição sobre dinossauros é muito interessante. A Inês amou... e o pai e a mãe também. Foi um dia muito especial e há que lá voltar!! De entre as coisas que mais gostámos estão: o simulador de sismos, o bebé modelo que emite os sons intra-uterinos, o T. Rex em tamanho real e animado..., a baleia azul em tamanho real...

 

 

 

 

 


Museu da Ciência

 

Outro óptimo e grátis! Está cheio de coisas interactivas e explora o mundo da ciência. Destaco a nave lançada para a lua em Maio de 1969, bem como a réplica da Apollo 11 que permitiu a Neil Armstrong caminharem na lua em Julho de 1969, puffing billy, a locomotiva a vapor mais antiga do mundo e o primeiro x-ray de 1869.

 

 Puffing billy, a locomotiva a vapor mais antiga do mundo

 

 Réplica da Apollo 11

 

221-B da Baker Street – a casa de Sherlock Holmes

Sherlock Holmes apareceu em mais de 60 histórias criadas por Arthur Conan Doyle escritas durante um período de 40 anos. Como estudante de medicina da Universidade de Edimburgo, Conan Doyle aprendeu várias técnicas que lhe permitiram aventurar-se no munda da investigação criminal. A explosão das Ciências forenses deu-se nas últimas décadas do século XIX, período em que os casos de Sherlock Holmes estavam a ser preparados. Doyle descobria as técnicas da IC e partilhava-as com o seu Sherlock. Muitas destas técnicas permanecem actuais.  Conan Doyle e Sherlock Holmes contribuíram assim de forma decisiva para o estudo da criminologia. A dedução e a inferência próprias da análise de informações também faziam parte das suas investigações. Quem não se lembra da tão célebre frase: “Elementar, meu caro Watson!
Locard foi um dos primeiros a ter a noção do seu trabalho solicitando aos seus alunos que se familiarizassem com as histórias de Sherlock e referindo que as mesmas já preconizavam o princípio – “todo o contacto deixa um rasto”.
E quem não se lembra do famoso 221-B da Baker Street. Hoje é o museu de Sherlock Holmes.

 

 

St Paul's Cathedral

Possui algumas semelhanças com a Basílica de São Pedro em Roma (que também já tive o prazer de conhecer e que amei). A sua cúpula tem o maior sino da Europa. Aqui casou o príncipe de gales com a lady Diana Spencer em 1981. A catedral é conhecida pela música... os coristas advêm da escola da própria catedral...

 

 

Destaco igualmente:

 

Westminster Abbey - onde se realizaram a coroação  da Rainha Isabel II e as cerimónias fúnebres de Diana;

 

Parliament Square - o centro político  e espiritual da cidade.

 

 

Tower of London -Fortaleza à beira – rio está associada a uma antiga prisão (onde esteve, por exemplo, Thomas More) e local de execuções. Foi construída por volta de 1078. Diz-se que quando os corvos deixarem a Tower of London, esta cairá, assim como a monarquia. Há seis corvos residentes tratados pelos Ravenmaster (mestres dos corvos). Actualmente guarda as jóias da coroa e nela são exibidas várias exposições.

 

 

 

 

 

Para programar esta viagem foi de grande ajuda o Blog da Tuga em Londres. Recomendo.

http://tugaemlondres.blogs.sapo.pt/

 

Aqui ficam igualmente outros links...

http://www.pestana.com/pt/pestana-chelsea-bridge-hotel/pages/home.aspx (Hotel Pestana Chelsea Bridge)

 

http://www.nhm.ac.uk/ (Museu Natural de História)

 

http://www.sciencemuseum.org.uk/ (Museu da Ciência)

publicado por vcl às 18:31

Estas são as minhas anotações sobre a vida! Quero registá-las para não as esquecer! Quero que um dia as possas ler!
mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

16
17
19
21

23
24
25
26
29